segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

OPORTUNIDADE: CHANCE DE COMEÇAR. (Simultâneo com o Facebook)

ÀS VEZES BASTA UMA SIMPLES OPORTUNIDADE PARA CONHECERMOS OS TALENTOS DE ALGUMAS PESSOAS.

Foto: Samuel Cazumbá

Tenho uma lembrança não muito agradável do Cabo Herculano, pai do músico Olavio Batera. Como autêntico torcedor do Sport Club do Recife o mesmo saía pelas ruas da cidade portando um rádio-gravador no ombro, tocando o hino do rubro-negro da Ilha do Retiro ou repetindo exaustivamente os gols da equipe gravados em fita cassete. Os torcedores do Santa Cruz e do Náutico que aguentassem. Brincadeiras futebolísticas à parte, Herculano é o pai de Olavio Herculano da Silva, Olavio Batera, que desde jovem, seguindo o exemplo do genitor, defende e participa ativamente da cultura local.

É necessário abrir-se um pequeno parênteses para informar que o Cabo Herculano foi um dos precursores do São João de rua no município de Vicência. Foi ele quem idealizou a primeira palhoça na "Quadra Velha", que por vários anos se tornou o point junino da cidade, com apresentações de quadrilhas e bandas de sucesso na época.

Filho de peixe... está aí Olavio Batera, que desde criança já saía pelas ruas da cidade desfilando de caboclo de lança. Bastou apenas uma oportunidade para que ele mostrasse alguns dos seus talentos no próprio município. Com determinação, coragem e muita ousadia, Batera está mostrando que santo de casa pode fazer milagre, sim. As dificuldades da vida fê-lo buscar outros horizontes. A saída de Vicência oportunizou o ingresso em uma das Bandas de Forró mais famosas dos anos 90: Calango Acesso. Depois de viajar por inúmeros estados, Olavio volta à sua terra natal disposto a iniciar um novo projeto.

Mesmo tendo oportunidade de tocar em Bandas locais, como a Banda Voo Livre e a Orquestra XV de Novembro, ele queria mais. Talvez tivesse um sonho e queria colocá-lo em prática. Quem sabe até mesmo contra a vontade, alguém deu a primeira oportunidade ainda no governo do prefeito Paulo Tadeu, e o percursionista começou a fazer história. "Inventou" a Festa dos Músicos no dia da padroeira da categoria, Santa Cecília. Vamos ser sinceros: poucas pessoas acreditavam que o evento daria certo. Dia de semana, não sei o que... e não é que deu! A festa hoje faz parte do calendário da cidade e dá oportunidade para os artistas locais mostrarem seus talentos, reunindo desde cantador de viola a músicos profissionais.

Defensor da cultura local, Olavio é integrante do Maracatu Leão da Floresta, no qual tem a oportunidade de brincar de caboclo de lança durante o Carnaval e em outras ocasiões. O mais novo empreendimento dele é a UNITV Web, em parceria com o empresário Ninho Travassos. Duas vezes por semana ele apresenta um programa ao vivo com diversos artistas locais e regionais e tem atraído muitos likes e compartilhamentos.

Muitas vezes precisamos que alguém acredite que somos capazes de contribuir com algo para nosso município e só queremos uma única chance para mostrarmos nosso talento. Podemos desenvolver nossos dons aqui mesmo, dentro da nossa cidade, junto do nosso povo, tropeçando, caindo, levantando, mas acima de tudo mostrando capacidade de iniciar um projeto e dar conta dele. O Deus de São Paulo, Rio de Janeiro, Nova Iorque é o mesmo de Vicência, Trigueiros ou Murupé. As oportunidades que teríamos em outros locais podem ser dadas aqui mesmo, pois só assim ficaria mais fácil retribuir essa mesma oportunidade para outros.

O exemplo da persistência do amigo Olavio Batera serve de exemplo para tantos quantos queiram dar a sua contribuição à sua região. Mostrar que podemos ser feliz por aqui mesmo. Fazer outras pessoas felizes também. Pegar um limão e fazer uma super-hiper-mega limonada. Contribuir para o desenvolvimento econômico e cultural da nossa cidade.

#Fica a dica...

Samuel Cazumbá

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.