quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

FESTA DE TRIGUEIROS MARCA INÍCIO DA DISPUTA ELEITORAL À PREFEITURA DE VICÊNCIA

COMEÇOU!

Uma internauta deixou um recado na página do Vicencianet no Facebook indagando porquê o blog trata, em sua maioria, de questões políticas. Ainda bem! Falamos e escrevemos com propriedade, senão aparecem alguns forasteiros e tentam roubar a cena. Infelizmente o acesso à informação nos anos 80 não era tão escancarado como é hoje. É absolutamente vibrante ver crianças envolvidas com a política em pleno interior. Isso faz parte do processo democrático e são elas que darão continuidade às administrações das cidades, estados e nação.

A participação dos jovens na política vicenciana tem sido fenomenal. Claro que ainda falta muito. Os politizados precisam influenciar os revoltados. Afinal, a classe política odeia eleitor consciente, esclarecido e que tem argumentos para debater o passado, o presente e o futuro de uma sociedade. É preciso engajar ainda mais jovens à política, e as escolas e as igrejas têm uma grande responsabilidade neste contexto. Matérias como Direitos Humanos, Sociologia, Filosofia, Economia e até mesmo Política, devem ser tratadas com seriedade nas instituições de ensino e nas religiosas.

As pessoas precisam aprender e exercer seu papel de cidadão e ir em busca dos seus ideais.

Mas vamos ao que interessa:

A Festa de Reis na Comunidade Quilombola de Trigueiros, em Vicência, Pernambuco, Brasil, teve de tudo um pouco. Pra começar, uma faixa de boas-vindas do (pré) candidato do PSDB Guilherminho-nunes-guiga-filho-do-saudoso-doutor-guilherme. Esperava-se que o vereador do povoado, João Milanez (PDT) tomasse a iniciativa e saudasse os visitantes com um belo painel. 

O fato é que a possibilidade de chuva afastou um pouco os festeiros de plantão, mas quem foi curtiu e compartilhou. O primeiro político a chegar na festa (excetuando-se o anfitrião pedetista, obviamente) foi o presidente da Câmara, o vereador Romeu Ataíde (PT). Deu uma volta pela rua, olhou a meta com uns canecos a serem acertados por uma esfera redonda (também chamada de bola) e sentou-se à frente de uma residência de onde acompanhou o movimento.

Em seguida chegaram os verdinhos. O grupo liderado pelo (pré)candidato Guiga (PSDB) fez questão de chamar a atenção. Passeou pela rua, cumprimentou populares, dançou ciranda, tirou foto, filmou... Ops! Filmou até demais. Provocou e foi provocado. Expondo o lado bom e ao mesmo tempo cruel da política interiorana. A cor da camisa dos integrantes da comitiva combinou até com o fardamento da Ciranda do Amor. Valeu click! Será que madurece?

E chegou o grupo dEla. A (pré)candidata do prefeito Paulo Tadeu chegou distribuindo simpatia. Conversa daqui, conversa dali, concentração em frente à casa de um correligionário e vamos à luta, companheiro(a). Dona Tita fez questão de chamar seu povo para entrar na dança. Estava acompanhada do prefeito, assessores e secretários. O diferencial é que só ELA subiu no palanque na hora da apresentação da banda, obviamente.

Por fim chegou a vez do vice-prefeito, Dija. Trouxe até um bom número de seguidores, inclusive o vereador Jânio Batista (PV). Se o presidente da Casa Mário Ramos, Romeu Ataíde, o acompanhou na caminhada, passou despercebido pelo blog. Reafirmo: I didn't see! Pardon! Indagado sobre uma eventual fusão com o grupo tucano, o vice afirmou estar certo de suas pretensões e convicções. Disse ainda que ele era uma pessoa e Guiga, outra. Ah, tá...

Eita, ia esquecendo! Temos ainda a (pré)candidata do PSOL, a professora Ceça da Castanha. Não quis nem saber de nada, entrou na ciranda e quase não sai mais. Pode-se dizer que, por enquanto, é a única candidata da oposição em Vicência. A informação é que o grupo não abre nem pra um trem carregado de mangai. A equipe do PSOL chamou a atenção no desfile de Angélicas: foi o primeiro a chegar e o último a sair.

Foi sentida a falta do ex-prefeito Mário Ramos. Afinal, Trigueiros sempre foi um reduto do ex-55. Foi o único distrito no qual logrou êxito no pleito municipal passado. Ao que parece o prego tá batido em relação a uma eventual candidatura. Só falta virar a ponta!

Registrem-se as presenças dos vereadores Bidoga, Jânio, Romeu, Augusto e o anfitrião, João Milanez, que sabe receber como ninguém.

No mais, o (pré)candidato entrou na dança. Sim, uso o singular, porque as outras são (pré)candidatas. Inclusive, teve pretendente que não entrou na Ciranda da Cadeira, ou melhor, do Amor. Isso seria indício de quê?

Quem viver, verá. Ou não...

(Continua dia 23 em Murupé...)

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.