quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

AGORA É 13, AGORA É...

CENÁRIO FAVORECE ATUAIS VEREADORES.

As vagas na Câmara Municipal de Vicência subirão de 11 para 13. Ainda não será dessa vez que valerá a cota para as mulheres. As eventuais candidatas terão que disputar em critério de igualdade com os caros colegas. Certamente teremos dois novatos (ou não) marcando presença na Casa Mário Ramos de Andrade Lima.

O cenário favorece, e muito, os atuais legisladores. Todos, sem exceção, têm grandes chances de renovarem seus mandatos. Cada um tem o seu curral eleitoral, principalmente os dos distritos e povoados, sete, ao todo.

Convenhamos, o nível dos pretensos candidatos ao legislativo vicenciano é um tanto baixo. O desinteresse da população, primeiro em se candidatar e depois em votar na chapa proporcional é visível. Não se vê um jurista de renome, comerciante de destaque, professor(a) conceituado(a), empresários ou pessoas ditas "de bem" na disputa desses cargos eletivos. O desinteresse é tanto que as pessoas nem se filiam aos partidos, que só faltam oferecer dinheiro (como fazem durante a campanha, ops!) para que os eleitores façam parte dos seus quadros.

Nada contra os que pleiteiam uma vaga na Câmara, afinal todos têm o direito e até o dever de se candidatarem. Para isto é obrigatório estar filiado a um partido, é justamente o que as pessoas não querem. Daí os partidos saírem filiando pai, mãe, filho, neto, gato, cachorro, papagaio e até cobras.

A atípica eleição para prefeito em Vicência refletirá na Câmara Municipal. Os atuais e pretensos candidatos ao legislativos terão travar uma luta ferrenha para conquistar o voto do eleitor consciente. Quem deveria ajudar no processo é justamente quem se abstém. Sobram os votos conqui$tado$ com muito $angue, $uor e lágrima$.


0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.