sexta-feira, 10 de julho de 2015

AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE REATIVAÇÃO DA USINA CRUANGI

Em Timbaúba, audiência pública debate reativação da Usina Cruangí.

Por Cecília Araújo
Foto: Nilton Mota

Dezenas de pessoas lotaram a Câmara Municipal de Timbaúba, na noite desta quinta-feira (9), para participar da audiência pública que discutiu o projeto de reabertura da Usina Curangí. O Governo do Estado é um dos incentivadores da ação e foi representado, na solenidade, pelo secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota. 
A retomada no funcionamento da usina está previsto para o próximo mês de outubro, com a expectativa de gerar mais de quatro mil empregos diretos e de soerguer o setor sucroalcooleiro na região. Fechada há cerca de três anos, a usina teve um contrato de arrendamento firmado, no último mês de junho, junto a Cooperativa da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (COAF). 
Além de Timbaúba, outras 15 cidades da região da Mata Norte deverão ser beneficiadas com a reativação do espaço. "Enquanto o país sofre com os efeitos da crise, o nosso governador, Paulo Câmara, reage e impulsiona iniciativas fundamentais como esta, que promoverá um forte impacto socioeconômico em toda a região" afirmou Nilton Mota. 
A primeira safra da Cruangí está estimada em 400 mil toneladas, oriunda da matéria-prima dos produtores de municípios como: Macaparana, Itambé, Ferreiros, Condado e Carpina. Neste primeiro momento o foco do parque industrial será na produção de etanol
Com uma produção de aproximadamente 650 milhões de toneladas/ano, o Brasil é atualmente o maior produtor de cana do mundo. Pernambuco é o segundo maior produtor da matéria-prima no Nordeste, com uma produção anual de cerca de 14 milhões de toneladas, atrás apenas de Alagoas, que tem uma produção estimada em 22 milhões de toneladas por ano.
A audiência também contou com a participação dos deputados estaduais Aluísio Lessa e Antônio Moraes, dos vereadores e do prefeito de Timbaúba, Júnior Rodrigues, do prefeito de Macaparana, Paquinha, de gestores municipais da região, além de presidentes de associações e sindicatos ligados ao tema.

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.