sexta-feira, 19 de setembro de 2014

BOTAFOGO: O PAI (de Carpina)

COM FACÃO OU SEM FACÃO...

Manuel Severino da Silva nasceu em Carpina e tem 65 anos de idade. É casado e declarou um patrimônio de R$ 424.141,50. Estimou um limite de gastos para esta campanha de três milhões de reais. É candidato a deputado estadual pelo PDT, com o número 12045.*

Se alguém perguntar por aí quem é Mané Biu, ninguém saberá dizer. Mas em toda Mata Norte e até fora dela o nome Manuel Botafogo, ou simplesmente Botafogo, é bastante conhecido. O negão, como gosta de ser chamado, foi prefeito dos municípios de Lagoa do Carro e Carpina por dois mandatos consecutivos cada e de quebra elegeu a irmã, Judite Botafogo para administrar a prefeitura lagoense do carro. Mas este não foi o seu maior feito.

Em 2010 lançou o filho, Josafá, transformado em Botafogo Filho, na concorrência de uma vaga na Assembleia Legislativa. Foi um dos deputados mais votados da região e ocupou (e só) uma cadeira na Casa Joaquim Nabuco. Vendo que o filho se tentasse a reeleição mal teria o voto da família, decidiu lançar a si mesmo como candidato a deputado estadual.

Botafogo faz parte da Igreja Assembleia de Deus, aliás, se tem um personagem bílico que o podemos comparar é com o patriarca hebreu Jacó. Jacó brigou com um anjo na base da espada. E se tem uma coisa peculiar no candidato é sua luta (literalmente). A voz rouca e engraçada, o discurso firme e forte contagiam multidões.

Um grupo de remanescentes apoiam Botafogo Pai em Vicência. São pessoas novas, até certo ponto independentes, que se juntaram e montaram palanque para o carpinense.

Em 2010, o filho, Josafá Manoel da Silva, o Botafogo Filho, obteve 1.616 votos; dois a menos que Gustavo Negromonte. Detalhe: os votos não foram em Josafá, foram em Mário Ramos, Doutora Eva e no próprio Manoel Botafogo, sendo que este último poderia na época, escolher qualquer cidade da Mata Norte para governar que seria eleito. Já para estadual a história é outra. O negão terá que dividir os votos com vários caros colegas que almejam o cargo.

É óbvio que Botafogo não terá os mil e seiscentos votos do último pleito em Vicência, entretanto, um votinho aqui, um votinho ali e tudo pode acontecer. Inclusive nada.

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.