domingo, 9 de março de 2014

TIETAGEM NA AGENDA 40 MATA NORTE

EVENTO FOI MARCADO POR MUITOS CLIQUES E ATAQUES AO GOVERNO DO PT

Socialistas da Mata Norte do estado juntaram-se à cúpula do partido e a outros aliados na tarde deste sábado em Nazaré da Mata. A assembleia marcou a retomada da Agenda 40, que servirá, dentre outras coisas para apresentar o candidato do governador Eduardo Campos ao Palácio do Campo das Princesas. Paulo Câmara foi recebido com entusiasmo pela plateia que lotou o auditório do engenho pedregulho, às margens da BR 408.

Conforme falou o governador Eduardo Campos, o time estava completo: Paulo Câmara, Raul Henry e Fernando Bezerra Coelho. Candidatos a governador, vice e senador, respectivamente.

Todos os oradores fizeram ataques veementes ao atual modelo de governo petista. Aliviaram quando o personagem era o ex-presidente Lula, mas Dilma foi exorcizada pelos ex-aliados. Como era de se esperar a maioria dos ataques partiu do governador Eduardo Campos, que deve sair candidato a Presidente da República, mas outros oradores também não ficaram atrás. O presidente da Assembleia Legislativa Guilherme Uchôa (PDT) foi um dos que ajudaram a malhar os agora judas do PT.

FATOS E FOTOS:


HAJA LUZ: Teria sido uma luz do além? Um raio produzido por um Disco voador? Ou uma iluminação dos Espíritos de Luz? A verdade é que a foto na qual aparece o presidente da Casa Joaquim Nabuco, o deputado Guilherme Uchôa, saiu com um facho de luz. Uma outra foto quase do mesmo ângulo tirou qualquer dúvida: o efeito foi produzido pela contraluz solar em contraste com a lente da máquina fotográfica.

QUEM É VIVO...: Olha ele aí. O ex-deputado federal Edgar Moury Fernandes como autêntico peemedebista se fez presente ao evento na Terra do Maracatu. Moury foi apoiado pelo ex-prefeito Mário Ramos nas eleições de 2006. 

Na ocasião desbancou o então candidato Armando Monteiro Neto e foi o mais votado no município de Vicência para a Câmara Federal.




PARADOXO: Não se sabe se era um protesto, um pedido de ajuda ou um simples "estamos aqui". O fato é que alguns membros da Associação dos Fornecedores de Cana do estado portavam uma faixa (Vide foto) pedindo a reativação de usinas na Mata Norte. Especificamente da Usina Cruangi na cidade de Timbaúba, Indagados por este blogueiro, as pessoas que seguravam a faixa declararam que não se tratava de um protesto propriamente dito, mas um simples apelo ao governador para que aquela unidade industrial volte a funcionar. 

O presidente da organização, Alexandre Maranhão, foi visto com um adesivo do PSB na camisa. Perguntados se havia alguma tomada de posição política do grupo, um dos sócios enfatizou: "Estamos com Eduardo, pois ele é o governador." Ah, tá...


UMA QUE$TÃO DE FORÇA: Parecia até que a reunião estava acontecendo em Timbaúba. Grande foi a quantidade de pessoas levadas ao evento pelo pré-candidato Marinaldo Rosendo. O ex-prefeito da Terra do Boi (De Carnaval) conseguiu levar o maior número de militantes. Se houvesse uma competição para ver quem levaria mais gente ao evento, Rosendo nem sequer teria concorrente. O pessoal estava muito animado e devidamente fardado.

Marinaldo deve ser um dos federias mais votados no estado. Com a bênção de Eduardo, obviamente.

BOTAFOGO EM VICÊNCIA: Estão aí alguns apoiadores do ex-prefeito de Carpina, Manoel Botafogo, na sua pré-campanha para a Assembleia Legislativa. Rinaldo da Farmácia e Professor Epitágoras devem pedir votos para o "Negão". 

Nas eleições de 2010 o filho dele, Josafá, foi apoiado em Vicência pelo grupo político ligado ao ex-prefeito Mário Ramos. Hoje em dia um não ver o outro nem pintado... seja de que cor for.




RAUL HENRY: Foi o primeiro dos pré-candidatos a discursar. Ele relembrou as ações do governo Jarbas na região e enalteceu a pessoa do ex-ministro e futuro companheiro de chapa, Fernado Bezerra Coelho. 

O peemedebista criticou o atual sistema político brasileiro e disse que não está havendo investimentos em dois setores primordiais: infraestrutura e educação.






FBC: O ex-ministro de Dilma, Fernando Bezerra Coelho, começou o discurso medindo as palavras. Não podia criticar tanto o governo do qual fez parte e tantas vezes acompanhou ao lado do próprio Eduardo os dois lados da moeda. Limitou-se a exaltar o desenvolvimento industrial do estado e enfatizou que houve um "meio a meio" na vida das indústrias para Pernambuco.

Falou bem do ex-presidente Lula e afirmou que ela ficaria feliz com a subida de mais um pernambucano à rampa do Palácio do Planalto.



PAULO CÂMARA: Mostrou-se um tanto nervoso. A pragmática não é seu forte. Não fossem as anotações talvez não soubesse o que dizer à plateia. Mas o tempo e a companhia constante do governador o tornará um Cícero até o final da campanha. 

O novel político disse que já está acostumado com o serviço público e que os sete anos que passou como secretário o ajudarão em uma eventual administração. (Veja vídeo)





EDUARDO CAMPOS: O governador encerrou as falas. foi ele o responsável pela maioria das críticas ao governo Dilma. Dentre outras alfinetadas disse que não dá mais para votar na presidenta

Campos fez uma retrospectiva da redemocratização no Brasil e lembrou dos movimentos sociais que estão acontecendo país afora. Por incrível que pareça, o líder socialista afagou os tucanos quando afirmou que na época do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso a economia brasileira estava mais movimentada do que hoje. 

"Tudo o foi produzido no Brasil em um passado recente está em risco hoje em dia", argumentou.


VEJA O DISCURSO DE PAULO CÂMARA:










0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.