quinta-feira, 3 de maio de 2012

SITUAÇÃO DA EDUCAÇÃO DE CARPINA VAI PARAR NA ALEPE


Com colaboração de Daniella Brito
O deputado Antonio Moraes ocupou a tribuna na tarde desta quarta-feira (02), para prestar sua solidariedade aos professores de Carpina, na Mata Norte. O parlamentar destacou a luta da categoria por um direito líquido e certo, que é o recebimento do piso salarial.

“Não sei por que o gestor daquela localidade está resistindo aos ditames da Lei 11.738, de 16 de junho de 2008, aprovada pelo Congresso Nacional e considerada totalmente constitucional pelo Supremo Tribunal Federal – STF que eleva o piso salarial do professor nível médio com a jornada de 40 horas semanais, para R$ 1.451,00”, frisou o parlamentar.

Segundo Moraes, “é difícil entender como um município com a alta renda que tem Carpina, resista em não querer pagar o piso salarial aos seus professores, quando certos municípios, com renda muito menores, pagam aos seus profissionais da educação até mesmo valores acima do piso nacional”. Para o líder oposicionista, ou o prefeito não tem conhecimento da lei ou não valoriza os professores de sua cidade.

O deputado fez um apelo ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas do Estado e até mesmo ao Tribunal de Justiça de Pernambuco, “para que não deixem que a prepotência de um se transforme injustamente na desesperança de muitos”.

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.