quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

BATE-REBATE: DEU NO JORNAL DE NOVO

ANTIGAMENTE AS NOTÍCIAS SOBRE VICÊNCIA NA MÍDIA EXTERNA ERAM DO VOO LIVRE, DOS ENGENHOS E DOS DIVERSOS PRÊMIOS RECEBIDOS PELA EDUCAÇÃO.
COMO TEMOS QUE TRABALHAR COM AS NOTÍCIAS DA HORA, É ATÉ LEGAL O QUE ESTÁ ACONTECENDO. MOVIMENTA A CIDADE.
QUANDO O CIRCO COMEÇAR A PEGAR FOGO, O VICENCIANET ESTARÁ LÁ PARA JOGAR MAIS GASOLINA E FICAR PERTO.


BLOG DA FOLHA, 29/02/2012:


Política

VICÊNCIA

Advogado rebate acusações

29/02/2012 02:00 - MONALIZA BRITO
O advogado do PSB de Vicência, Lyndon Johnson, rebateu as acusações feita pelo ex-deputado e pré-candidato à Prefeitura do município, Carlos Lapa (PP), que alega um comprometimento de funcionários do Fórum da cidade com o atual prefeito Paulo Tadeu (PSB), fato que poderia influenciar o julgamento do processo que vem sendo movido contra Carlos Lapa pedindo impugnação de domicílio eleitoral.

“Lapa ainda vive na época dos coronéis, pensa que pode manipular as pessoas e fazer o que bem entende”, acusou o advogado por e-mail. “Ele está desesperado, é um político em fim de carreira e que passou a vida agredindo as pessoas”, completou Lyndon. De acordo com ele, vizinhos já foram ouvidos no processo que tramita na Justiça Eleitoral de Vicência, e confirmaram que Lapa nunca morou na cidade.

“Ele (Carlos Lapa) faz acusações levianas a funcionários da justiça estadual, as quais são infundadas. O fato de haver funcionários que têm parentesco com servidores municipais nada influencia na decisão do julgador, principalmente quando o processo tem curso na Justiça (eleitoral) onde nenhum funcionário tem qualquer parentesco com servidores comissionados do Poder Executivo”, garantiu o advogado. “Na verdade Carlos Lapa quer politizar o processo, criando fatos inexistentes, tentando dar uma conotação diversa, pois diz que perde em Vicência e ganha no TRE, insinuando que tem influência na segunda instância. Isto não pode ocorrer, ninguém tem bola de cristal, somente o juiz após a colheita da prova constrói o juízo de convicção e prolata a sentença, antes ninguém pode antecipar nenhuma decisão”, avisou o representante socialista.

REJEIÇÃO
Para o advogado, o caso do ex-deputado é de “psiquiatria”. “O caso é de psiquiatria mesmo, Lapa precisa de um tratamento sério, pois insiste em ser candidato na cidade de Vicência a todo custo, mesmo com a rejeição do seu nome por ser um forasteiro, e mesmo contrariando a lei eleitoral”, disse Lyndon Johnson. O advogado afirmou ainda que na audiência de instrução, o ex-deputado Carlos Lapa sequer soube informar a data correta em que locou o imóvel. “Além disso, existem duas contas de luz em atraso e o fornecimento de energia somente começou em setembro, prova de que na casa não possuía morador nos meses de junho a agosto, prazo mínimo para mudança de domicílio eleitoral”, concluiu o advogado.

 

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.