terça-feira, 13 de setembro de 2011

PERNAMBUCO TEM TRÊS ESCOLAS ENTRE AS CEM MAIS BEM CLASSIFICADAS NO ENEM

Do Pernambuco.com


Pernambuco se manteve na média do país no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010, com um índice de 537 pontos. De acordo com o ranking divulgado pelo Ministério da Educação nesta segunda-feira (12), entre as cem melhores escolas do país, três são do estado, sendo duas delas, de ensino público.
O Colégio de Aplicação, da Universidade Federal de Pernambuco (Foto), mais uma vez liderou a lista no estado, com uma média de 707,26 pontos, e chegou ao 4º lugar entre as melhores instituições públicas de ensino do país. Na lista geral, a escola ocupou a 35ª colocação. “O colégio não trabalha para o Enem, mas faz um trabalho que permite que o aluno se saia bem. Estar entre os primeiros acaba sendo natural frente ao trabalho desenvolvido, que permite que os alunos, que já são comprometidos, desenvolvam suas diversas inteligências. O número reduzido por cada sala também ajuda, já que temos no máximo trinta estudantes por aula”, explica o diretor José Carlos Alves de Souza.
Em segundo lugar na lista pernambucana está o colégio particular Equipe, com média de 705,14 pontos. A escola também ocupa a 40ª colocação no ranking geral nacional e a 35ª entre as instituições privadas. “Esse resultado nunca foi novidade, já que desde 1995, a escola se destaca no estado no que diz respeito às avaliações nacionais. Mas isso se dá por conta de nosso projeto pedagógico, que envolve gestão acadêmica e qualificação dos professores, e dá uma atenção especial ao Enem, que hoje é um dos principais instrumentos de avaliação para ingresso no ensino superior”, destaca o professor de matemática e integrante do grupo de trabalho do Enem, José Ederson Siqueira.
Com a medalha de bronze ficou a Escola do Recife, da Universidade de Pernambuco. Os alunos da instituição conseguiram a média de 693,84, o suficiente para colocar a escola no 9º lugar entre as instituições públicas do país e 80º no ranking geral. Assim a Escola do Recife, as dez instituições mais bem classificadas entre as cem melhores escolas brasileiras são públicas, mas apresentam um modelo diferenciado de gestão, ancorado em universidades, faculdades-escola, escolas técnicas ou sob regime militar.
De acordo com o membro do Conselho Nacional de Educação (CNE), Mozart Neves Ramos, o bom resultado desse tipo de ensino se dá pelo modelo diferenciado de ensino, que vai desde a qualidade dos professores até a infraestrutura. “As escolas de aplicação não têm a mesma estrutura de carreira para seus profissionais do que uma escola pública comum. Em geral, os professores têm mestrado, doutorado e são ligados às universidades. São escolas quase de tempo integral, o aluno fica o dia inteiro em laboratórios que funcionam”, explica.


VEJA A RELAÇÃO DAS 200 ESCOLAS MELHORES CLASSIFICADAS EM PERNAMBUCO

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.