quinta-feira, 10 de março de 2011

OPINIÃO

QUEIMANDO A LÍNGUA


Passei o tempo todo afirmando que este Carnaval serviria de termômetro para as eleições 2012. Achava que os grupos estariam se definindo e, de acordo com o que veríamos, teríamos uma posição sobre o processo sucessório em Vicência. Se em cidades como Recife, Carpina e até mesmo Nazaré da Mata (Onde o sempre candidato Nino colocou um carro de som na rua desejando feliz Carnaval!) os prováveis prés-candidatos começaram a trabalhar, aqui em Vicência não se viu isso. Se há alguém que se aproveitou do momento foi o prefeito Paulo Tadeu. Caminhou pelas ruas e desfilou pelos blocos sem ser importunado por ninguém. Se o prefeito do Recife João da Costa (PT) foi vaiado no Baile Minicipal, a população de Vicência mostrou sua tolerância com o atual gestor. Apesar do descontentamento dos próprios eleitores que o conduziu à prefeitura, não houve sequer um ensaio de apupos para o pesebista.
O vereador Romeu do Povo (PT), que se declara candidato também, preferiu ficar na observância de longe, como quem não quer nada. Ora estava nos blocos, ora sentava-se nas calçadas e esperava a banda passar. Romeu já criou até um slogan que está na boca do povo e nos vidros dos carros. Ficou só nisso. O petista afirma que sua candidatura é certa e já estaria recebendo adesões importantes. Bom, não houve maiores novidades no grupo que o segue.
Fato curioso foi a presença em todos os blocos do ambientalista Luiz Carlos, que pretende lançar a filha, Jéssica Doblin, para vereadora. Luiz Carlos aproveitou a folia para apresentar a moça e prestar serviços ao povo. Isso mesmo, em pleno período carnavalesco, Luiz colocou a disposição da Comunidade do Loteamento Nova Vicência um carro pipa para o fornecimento de água. Ele chegou a afirmar em um programa de rádio que seria fraqueza do gestor público maior (No caso o prefeito) o problema do abastecimento precário de água na cidade. O ambientalista conseguiu, com o apoio do deputado federal João Paulo, trazer um grande trio e uma boa banda que animaram os foliões na segunda-feira. Luiz Carlos também já manifestou o desejo de se lançar candidato a prefeito.
O que talvez causou certa admiração foram as ausências do candidato declarado Bidoga (PMDB) e do ex-prefeito Mário Ramos junto com a Drª Eva. Pelo menos até dezembro passado, o Casal de Aguadoce, como ficou conhecida a dupla de ex-administradores do município, não demonstrava interesse em assumir qualquer cargo público. Mário Ramos, inclusive, confidenciava que eles estariam até evitando tratar do assunto mas continuaria acompanhando os fatos políticos do município. Drª Eva, que ainda está se livrando de processos impetrados pelo ex-prefeito Zezinho Tinin, também prefere não falar em candidatura e parece estar mesmo decidida a manter a posição de neutralidade no tocante a administração pública. 
Mesmo assim, aqui e acolá, via-se as estampas da Cachaçaria Aguadoce e do ex-vereador Bidoga em todos os blocos da cidade. Como houve uma mudança de comportamento de ambas as partes, concluimos que a preferência foi pela abstinência das festas momescas (Quem sabe um retiro espiritual ou um recolhimento familiar) para um breve regresso a ativa, talvez no próximo São João.
Se existem outros candidatos ou candidatas a prefeito, ficaram no anonimato. 
Dos novos pretendentes à Câmara Municipal, tirando Jéssica Doblin, quem apareceu mais uma vez foi o Sagento Gomes com o seu bloco Pitú Costal.
Por enquanto é só. Até a próxima!

Samuel Cazumbá

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.