terça-feira, 12 de outubro de 2010

TRAGÉDIA NA SERRA


ADOLESCENTE MORRE AFOGADO EM REPRESA NA SERRA DE JUNDIÁ


O que era para ser apenas festa em comemoração ao dia das crianças transformou-se em uma tragédia.O adolescente Sandro Vital da Silva, 14 anos, morreu por afogamento na segunda-feira, dia 11 de outubro, por volta das nove e meia da manhã em uma represa situada na Serra do engenho Jundiá. Sandro, como era conhecido, era estudante da Escola Dr. Joaquim Correia e, a princípio, estaria participando de uma excursão anual realizada pelo professor e editor deste blog Samuel Cazumbá.

De acordo com outros adolescentes que acompanhavam a vítima, o mesmo mergulhou uma vez em um dos tanques do local conhecido como "Bica de Samuel" (Alusivo ao ex-vereador borrachense Samuel Antônio, proprietário do local que já fora ponto de diversão nos anos 90) e mergulhou uma segunda vez mesmo sob a insistência dos colegas para não pular pois o local era muito fundo. Após o segundo mergulho o jovem não retornou mais à superfície e foi resgatado já sem vida pelos amigos que estavam com ele no local.

Um dos colegas que acompanhavam o adolescente subiu a serra e foi comunicar ao grupo que se encontrava na "Igrejinha" (Pico da Serra do Jundiá) informando que o mesmo já havia falecido. De imediato o grupo, liderado pelo professor Samuel Cazumbá, desceu em direção ao local onde constatou a veracidade do fato. Imediatamente a polícia foi acionada e momentos depois a viatura da PM chegou ao local acompanhada do Conselho Tutelar. O comissário André tomou as mediadas cabíveis, ouvindo os envolvidos e em seguida o corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) na cidade do Recife.

Mesmo sem o aluno fazer parte da excursão, mas levando-se em consideração que o mesmo era aluno de uma das turmas presentes (6ª B), o professor Samuel Cazumbá foi até a delegacia, onde apresentou à polícia a relação dos alunos que estavam na excursão devidamente autorizados pelos pais.

De acordo com informações da própria famíla Sandro saiu de casa por volta das três horas da manhã e a viagem só ocorreu às seis e trinta. Ainda segundo os colegas que o acompanharam, os mesmos ainda pegaram uma carona em um caminhão para chegarem até a Serra.

O sepultamento, em clima de muita comoção, ocorreu na tarde do dia das crianças.

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.