terça-feira, 26 de outubro de 2010

REUNIÃO TRANQUILA

A assembleia ordinária dos vereadores do município de Vicência desta terça-feira (26/10) ocorreu dentro da mais absoluta tranquilidade. Na ocasião usaram da fala os vereadores Romeu do Povo (PT), Irmão Francisco (PTB), Jânio Batista (PV) e Josenildo Amorim (PP).
O vereador Romeu do Povo foi o primeiro a usar a tribuna e informou que há um grupo na cidade, segundo ele políticos ligados ao PCdoB que estariam pressionando a atual administração a fim de conseguirem uma secretaria ou uma diretoria setorista, supostamente a Diretoria de Esportes hoje comandada pelo professor Epitágoras. O petista salientou a importância do voto na eleição do próximo domingo e convocou a população a se deslocar de bicicleta, cavalo ou jumento, mas que não deixassem de votar.
Por sua vez, o vereador Irmão Francisco, representante da comunidade angelicana disse que seria bom que a partir de janeiro os nove vereadores fossem até o Palácio do Campo das Princesas cobrarem mais ações para o município de Vicência. O petebista relatou ainda estranhar o fato de, segundo ele, o ex-secretário de articulação do governo do estado, Aluísio Lessa, ter sido um dos responsáveis pelo engavetamento do projeto de asfaltamento da estrada que liga a Usina Laranjeiras ao povoado Angélicas. “Este vereador confiou nas promessas. Mas não vou baixar a cabeça. Vou continuar exigindo”, argumentou.
Francisco chegou até a parabenizar o vereador Romeu pela sua influência no Governo do Estado.
Já o vereador Jânio fez um discurso de acordo com sua peculiaridade. Fez severas críticas ao governo municipal afirmando, inclusive, que a atual administração presta um desserviço à população. Informou que a proposta orçamentária do município para 2011 já se encontra na Câmara e convocou a sociedade vicenciana para auxiliar os vereadores na aprovação da mesma. Jânio ainda disse que foi liberado para o município cerca de 86 mil reais para serem aplicadas no Programa Saúde nas Escolas e que todos deveriam fiscalizar esses recursos. Comentou a barganha pelas secretarias: “O prefeito colocou na cabeça que é direito dele brigar pela reeleição e quem quiser aproveitar para fazer acordos nojentos (sic), esse é o governo”, criticou. O representante verde salientou que a Câmara precisa tomar uma atitude mais enérgica sobre as coisas que estariam, segundo ele, acontecendo no município. O vereador Caroca (PMDB) solicitou um a parte e disse que o governo do estado continua devendo muito ao município e o vereador Romeu rebateu as críticas do peemedebista dizendo que a Academia das Cidades, por exemplo, encontra-se com as obras paralizadas, porque segundo ele, não houve prestação de contas por parte da prefeitura.
Por fim foi a vez do vereador Josenildo Amorim (PP) falar sobre as festividades ocorridas no último domingo no Povoado Borracha, onde ocorreu a festa de Nossa Senhora de Fátima e a Festa da Banana, com eventos religiosos e profanos. Josenildo ainda fez um apelo à Secretaria de Obras do município que faça uma melhoria na estrada que liga o engenho Revira ao distrito de Borracha.

0 comentários:

Postar um comentário

LEIA AGORA NO VICENCIANET.
Todo mundo gosta. Todo o mundo acessa.