quinta-feira, 19 de julho de 2018

CRISTÃOS CATÓLICOS E EVANGÉLICOS: O QUE OS UNEM DEVERIA SER MAIOR DO QUE O QUE OS SEPARAM.


"BRIGAS" JÁ FORAM BEM MAIOR NO PASSADO.
Eu e Raminho estudamos juntos da segunda série, no Juvenato Padre Guedes, até o terceiro ano, no curso de Contabilidade, no CERu. Dr. Joaquim Correia. Severino Ramos Correia de Figueiredo, filho de Seu Zé Maria e dona Zezé da Rua da Areia, era meu amigo dos peitos: direito e esquerdo. Aquele das confidências do tempo da adolescência. Estudamos juntos e fomos reprovados juntos. Éramos unha e carne. Entretanto tínhamos uma coisa em incomum: eu fazia parte da Igreja Batista e Raminho era quase um vigário (tanto é que passou um tempo em um colégio de formação sacerdotal em Surubim). Porém nossas opções religiosas nunca atrapalharam nossa amizade que perdura até hoje. A professora Cilene Melo, que também ensinava Religião no século passado, chegou a dizer certa vez que se todo católico e todo "crente" fosse como nós dois, o mundo seria outro.


Cito este episódio pessoal apenas para ilustrar que as pessoas poderiam se aproximar através da religião ou denominação religiosa que escolhem. Ninguém nasce evangélico ou católico. A medida que crescemos vamos tomando nossas decisões e uma delas é escolher uma fé, a qual sirva de sustentáculo para nossa vida material e espiritual. O problema é que não aceitamos nem respeitamos a fé dos outros. E até parece que os Cristãos são os que mais brigam entre si. Sempre digo que, segmento por segmento, teríamos que juntar evangélicos, católicos e espíritas no Cristianismo. Todos acreditam em Deus e em Jesus Cristo.

Não precisamos ir muito longe para conhecermos as atrocidades que foram vivenciadas em nome da fé. Aqui mesmo na Mata Norte, a Igreja Batista em Nazaré da Mata, foi alvo de muita perseguição da Diocese no início do trabalho evangélico na região. Os "crentes" eram chamados de bodes e bíblias "protestantes", tidas como falsas, foram queimadas em praça pública. Por outro lado, alguns líderes evangélicos chegaram a maltratar e pisotear a imagem de uma Santa católica. Além da zombaria de ambos os lados.

Com o passar do tempo, os ânimos foram esfriando. Vibro toda vez que vejo um católico conduzindo um bíblia. A cena servia de chacota no passado. Hoje, existe a Pastoral do Dízimo na Igreja Católica. Antes alguns afirmavam que o dinheiro do dízimo seria para comprar "gravata de pastor". A Igreja Assembleia de Deus, que antes demonizava a televisão, hoje tem seu próprio canal. Os tempos mudaram.

As principais coisas que afastam católicos e evangélicos são a adoração (veneração) à Virgem Maria e às imagens. Certamente os contextos acima não irão mudar. Mas será que é apenas isso? Por que existem pastores que nem aceitam a palavra ecumenismo? Por que, e raras são as vezes, que os grupos só se juntam diante de uma tragédia? Por que não celebrar a vida, a alegria, a paz e o amor? Por que não aceitar o outro do jeito que ele é? Resumindo: POR QUE NÃO COLOCAR A TEORIA EM PRÁTICA E VIVER O QUE SE PREGA?

O apóstolo Tiago, irmão de Jesus, menciona o que seria a verdadeira religião: "A religião pura e imaculada para com Deus e Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo." (Tiago 1:27) Subliminarmente temos relacionados neste contexto o amor e a honestidade. Ao que parece muitos cristãos  não estão demonstrando amor para com o seu próximo. A não ser que este próximo faça parte do mesmo credo. O próprio Cristo resumiu os Dez Mandamentos em apenas dois: amar a Deus a ao próximo (Marcos 12: 30, 31).

Não aceitar a fé do outro é lícito; desrespeitar, zombar, maltratar, não convém. Hoje já existem leis que protegem seguidores de qualquer credo religioso e o Brasil há muito tempo deixou de ser um país com uma religião oficial. Na nossa pátria convivem pacificamente Cristãos, Judeus, Budistas, Islamistas, Ateus e integrantes de tantas outras religiões, algo impossível de acontecer em determinados países orientais.

Devemos nos lembrar que somos cristãos e o amor deve superar tudo. O cantor Ozéias de Paula cita em uma das suas canções: "o amor supera o ódio, através do seu poder...". Às vezes não odiamos, aquele ódio rancoroso, mas temos uma raivinha, uma rixazinha, um leve entortar de lábios que pode acabar com o nosso irmão. "É preciso saber viver". Se queremos conquistar uma pessoa teremos que ir até ela com amor e não com arrogância e prepotência.

O fato é que devem existir mais pontos comuns do que incomuns entre os cristãos. Se todos desejam ir para o céu, muitos devem mudar o comportamento aqui na Terra e saber que acima da nossa cabeça não mandamos em nada. Por isso que o bom orador nunca deve erguer o braço acima da nuca quando está discursando. 

Alguns cristãos precisam ser menos hipócritas e mais verdadeiros. Tem gente que se emociona, chora, fica nervoso e até doente com um fato divulgado na Internet ou no Jornal Nacional sobre uma família ou alguém necessitado mas não consegue enxergar o seu vizinho que está passando fome ou simplesmente precisando de uma palavra de conforto.

Que o mundo siga o exemplo de Samuel Cazumbá e Raminho: pensamentos opostos em muitas coisas, mas amizade e respeito acima de tudo.

Samuel Cazumbá


PAULO DUTRA BUSCA APOIO NA MATA NORTE

UM DOS MENTORES DA ESCOLA INTEGRAL EM PERNAMBUCO BUSCA UMA VAGA NA ALEPE.

Mais um pupilo do ex-governador Eduardo Campos busca alçar voos políticos. Assim como aconteceu com Danilo Cabral, que saiu da Secretaria de Educação para a Câmara Federal, um dos pioneiros da educação integral no estado, o ex-secretário executivo Paulo Dutra, também quer um lugar ao sol, ou melhor, um assento na Casa Joaquim Nabuco.

Filiado ao PSB, Dutra deixou o cargo que ocupou por 10 anos para se engajar no pleito eleitoral deste ano. Em junho passado, aproveitando os festejos juninos, ele esteve presente em um evento na cidade do Carpina, onde reuniu um bom número de educadores. Foi o pontapé inicial de uma campanha que terá lá os seus percalços para o pré-candidato a deputado estadual.

O voto nesta região do estado é muito disputado e a maioria dos educadores já tem os seus "compromissos". Para se eleger, Paulo Dutra precisaria do apoio de alguns prefeitos ou da "bênção" do Palácio das Princesas. 

Bastante carismático, Paulo Dutra apresenta-se como novidade no atual cenário político e tentará usar de todo o seu carisma para conquistar o voto de educadores, educandos e das pessoas ligadas à educação em todo o estado.

Dutra é natural de Timbaúba e mantém um excelente relacionamento com a GRE Mata Norte.

VEJA MAIS FOTOS. CLIQUE AQUI

quinta-feira, 17 de maio de 2018

ESTUDANTES DA MATA NORTE PARTICIPAM DE AULÃO DO ENEM EM GOIANA.

EVENTO FOI PROMOVIDO PELA GRE MATA NORTE EM PARCEIRA COM A SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO.

Foto: Samuel Cazumbá (Vicencianet)

Estudantes das escolas estaduais da Zona da Mata Norte do estado de Pernambuco estiveram reunidos no último sábado (12) na Escola Técnica Aderico Alves de Vasconcelos, na cidade de Goiana, para assistirem aulas de Língua Portuguesa, Redação, Matemática e História, tendo em vista a aproximação da provas do ENEM 2018.

O Prepara Jovem foi promovido pela Regional Mata Norte em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e Secretaria de Desenvolvimento Social. Na ocasião o ex-secretário de educação profissional, Paulo Dutra, se fez presente e, em entrevista ao VICENCIANET/NAZA FM, praticamente, definiu sua candidatura a Deputado Estadual pelo PSB: "Sou filiado ao partido e meu nome está à disposição", garantiu Dutra, que já deixou o cargo que outrora ocupava.

A gestora da GRE, Edvânia Arcanjo, ficou muito feliz com a realização do aulão e adiantou que em breve o evento estará se repetindo em outra cidade da região.

Veja mais fotos. Clique AQUI

sexta-feira, 13 de abril de 2018

DOMINGUEIRA NA CACAU SHOW RECEPÇÕES E EVENTOS.

Foto: Divulgação

NESTE DOMINGO TEM ANIVERSÁRIO NA CACAU SHOW RECEPÇÕES E EVENTOS. PRESENÇAS JÁ CONFIRMADAS DE DJERSON SHOW, TARCISIO ARAÚJO, NANDO E A GALERA, LOURENÇO TECLAS VOCAIS, ISAÍAS SANCHEZ, PÉ DE SERRA FORRÓ NA VEIA, ZÉ VICTOR, SANFONEIROS ELLAN E EDUARDO, SERGIO DOS TECLADOS, ADRIANO, BONDE DO ESPELHADO, MARQUINHOS DA TROPA E MUITO MAIS.

INICIO A PARTIR DAS 11 HORAS DA MANHA.
ENTRADA GRÁTIS.

A CACAU SHOW FICA LOCALIZADA NA CHÃ DOS MANDADOS. VICÊNCIA-PE.

Com informações de José Carlos

ESCOLA Dr. JOAQUIM CORREIA (CERu.) INICIA COMEMORAÇÃO DOS 40 ANOS.

ATUAIS E EX-FUNCIONÁRIOS PARTICIPARAM DE UM ALMOÇO.

Foto: Djalma Lopes (Colaboração)

A manhã e parte da tarde desta sexta-feira foram marcadas pela nostalgia. Funcionários, ex-funcionários e ex-alunos da Escola Dr. Joaquim Correia (O CERu., como foi eternizado) se reuniram no pátio da instituição para um almoço de confraternização. O convite, advindo da atual gestão, reuniu a "velha e a jovem guarda" da escola.

O momento mais emocionante do evento foi quando todos, de improviso, cantaram o hino da escola.

Em breve o VICENCIANET estará publicando um texto alusivo ao aniversário da escola, da qual este editor teve a honra de ser aluno no ano da sua inauguração (1978) e ter lecionado por mais de 10 anos.

VEJA MAIS FOTOS. CLIQUE Aqui

MARINALDO ROSENDO: "NÃO SEI AS RAZÕES PELAS QUAIS DR. PAULO ME DEIXOU."

DEPUTADO DISSE ESTAR DECEPCIONADO COM EX-PREFEITO E CRITICOU SEVERAMENTE O GOVERNO DO ESTADO.

Foto: Samuel Cazumbá

O Deputado Federal Marinaldo Rosendo (PP) participou na manhã desta sexta-feira (13) de um entrevista na Rádio Vicência FM com o comunicador Moisés Silva. O timbaubense iniciou a conversa falando da sua decepção com o ex-prefeito Paulo Tadeu (PSB). "Acho que foi uma covardia da parte dele (Dr. Paulo) ter deixado de me apoiar aqui em Vicência. Ele está apoiando um deputado que é oposição ao governo e ao partido dele (José Humberto)", ponderou o parlamentar. Marinaldo foi o Federal mais votado no município em 2014 com 4.206 votos, quase o triplo do segundo colocado, André de Paula (1.648).

O agora integrante do PP (Partido Progressista) ainda fez duras críticas ao PSB e ao governador Paulo Câmara. Em alguns momentos ele usou o termo "esse povo que tá aí no poder". "O governador não fez nada para ajudar a Mata Norte", acrescentou. "Não pude participar dos projetos do partido e não tive oportunidade no atual governo", concluiu.

Rosendo salientou que durante o seu mandato destinou cerca de um milhão e trezentos mil reais em emendas parlamentares para Vicência, dos quais, cerca de 400 mil já foram usados pela prefeitura e outros 700 se encontram empenhados para calçamentos. 

Como não há um grupo político o apoiando diretamente, Marinaldo espera contar com a ajuda dos eleitores do último pleito para conseguir a reeleição. Ele citou, inclusive, o nome de um comerciante vicenciano com o qual mantém um bom relacionamento de longas datas.

Procurado pelo Blog o ex-prefeito Paulo Tadeu afirmou que o fato de não está mais apoiando  Marinaldo é que o seu grupo político não aceita trabalhar mais para o deputado. "E mais, ele votou a favor da Reforma Trabalhista, votou a favor do impeachment  da ex-presidente Dilma Rousseff e é um árduo defensor de Michel Temer", salientou o pesebista.

terça-feira, 10 de abril de 2018

MORRE O EX-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE VICÊNCIA ANDRÉ "ÔPA! ÔPA!"

EX-PARLAMENTAR FALECEU EM UM HOSPITAL DO RECIFE.

Fotos: Samuel Cazumbá

Um figura emblemática deixa de fazer parte do cenário político em Vicência. André Cesário de Albuquerque (55), o André Ôpa! Ôpa!, como era conhecido por seu jargão peculiar, estava internado em estado grave em um hospital do Recife e morreu na tarde desta terça-feira (10).


André assumiu dois mandatos consecutivos na Câmara Municipal de Vicência, tendo sido eleito presidente da Casa Mário Ramos de Andrade Lima por dois mandatos. "Ôpa! Ôpa!" será lembrado pelos amigos e correligionários como uma pessoa do bem, que não sabia dizer não. Torcedor fanático do Santa Cruz, ele sempre estava presente nas festas do Tricolor realizadas na cidade (foto).

Também, conhecido como André do Cartório, há muito tempo mantinha um estabelecimento notarial no centro da cidade, no qual até poucos dias ainda comparecia para trabalhar. Além disso, era amante da cultura popular e mantinha, com recursos próprios, o maracatu Estrela Guia.

Membro de uma tradicional e conhecida família em Vicência e região, uma das últimas aparições públicas do ex-vereador foi no dia 25 de dezembro no aniversário de 90 anos do seu pai, Alfredo Borba.

Com autorização da família reproduzimos esse momento particular de André Cesário.

E ÔPA! ÔPA! pra todo mundo...


CINCO ESTUDANTES DA EREM PADRE GUEDES SÃO APROVADOS NO GANHE O MUNDO.

ALUNOS DEVEM VIAJAR AINDA ESTE ANO PARA PAÍSES DE LÍNGUA INGLESA E ESPANHOLA.

Foto: Samuel Cazumbá

Mais uma vez a Escola de Referência em Ensino Médio Padre Guedes, em Vicência (PE) enviará alunos para o exterior. Semelhante ao que aconteceu em 2017, cinco estudantes foram classificados através do Programa Ganhe o Mundo do governo do Estado de Pernambuco.

Carolina Félix da Silva (16), Mayckon Jhônatas da Silva Souza (16), Telma Maria Andrade Ataíde Brito (16), Maria Eduarda dos Santos Souza (15) e Ivan Júnior de Andrade Lima (16), ficaram entre os estudantes que viajarão para o exterior. Diferente do que ocorreu nos últimos anos, desta vez quatro alunos foram classificados em Língua Espanhola e um em Língua Inglesa. Os países de língua espanhola que recebem os intercambistas são Espanha, Chile e Argentina e os de língua inglesa, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Desde o início do programa a escola já enviou 9 estudantes ao Canadá, Austrália e Nova Zelândia. Os cinco classificados aguardam orientações da GRE Mata Norte sobre as datas das viagens.

ANDRÉ EMPREITEIRO PROPÕE FIM DE FÉRIAS PROLONGADAS NA CÂMARA DE ALIANÇA.


Vereador quer equiparação entre parlamentares e trabalhadores comuns.

(Foto: divulgação)

Trabalhadores brasileiros cujos empregos são regidos pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) têm direito a 30 dias de férias. A reforma trabalhista, homologada no final do ano passado, permite a divisão deste período, contanto que haja um entendimento entre patrão e empregado, no caso de empresa privada. 

Esta regra não vale para todos. Como se não bastassem as diversas mordomias dos que exercem cargos públicos, vereadores e deputados gozam de um privilégio peculiar: 90 dias de recesso durante o ano.

Para tentar combater essa prática o vereador André Empreiteiro (foto), estará apresentado uma proposição na Câmara Municipal de Aliança, na qual solicita que os atuais 90 dias de férias sejam reduzidos pela metade. 

O parlamentar, que representa a comunidade de Chã do Esconso, salienta que havendo a mudança, o cidadão comum teria a oportunidade de ver seus representantes atuando por mais espaço de tempo.  “Claro que o trabalho do vereador não se resume só em comparecer às reuniões ou dar plantão no gabinete. Somos cobrados pelo povo a todo o momento. Por isso é importante haver a mudança. Precisamos fazer o caminho contrário, ou seja, o político ter o mesmo direito do trabalhador geral, ou seja, 30 dias de recesso”, argumentou André.

André Severino Gonçalves, André Empreiteiro (PMN), foi o vereador mais votado de Aliança no pleito de 2016 com 1.808 votos, quase o dobro do segundo colocado (941).



REPRESENTANTES DO PROGRAMA "LEITE DE TODOS", EM PERNAMBUCO, PARTICIPAM DE FORMAÇÃO EM ALAGOAS.

Representantes do Programa Leite de Todos em PE participam de oficina de trabalho em Alagoas


Colaboração: Imprensa Agricultura
Fotos: Divulgação

A equipe do Programa Leite de Todos marcou presença na Oficina de Trabalho de 2018 PAA Leite, no município de Maceió, capital de Alagoas. O evento, que aconteceu entre os dias 04 e 06 de abril, reuniu representantes de vários estados do Nordeste com o objetivo de debater melhorias para o programa e apresentar novas perspectivas, bem como acompanhar o monitoramento de entrega do produto nas associações onde são realizadas.

Foram abordadas durante as palestras temas como a metodologia do programa; a apresentação de sistema de acompanhamento da compra e pagamento do leite para cooperativas; resolução de normas do programa; documentos de controle; balanço 2017 e sobre a plataforma digital do Programa de Aquisição de Alimentos (SisPAA Leite).

A oficina de trabalho, realizada no dia 06 de abril, contou com uma visita a campo, onde os representantes do programa de cada estado realizaram um acompanhamento do recolhimento do leite; análise das entregas dentro do formato do programa; monitoramento das propriedades dos produtores que captam o leite e distribuem para as cooperativas, além de fiscalização nos freezeres e situação das associações.

Estiveram presentes o gestor do Programa Leite de Todos, Augusto Miranda; os coordenadores sociais do programa, Alexsandro Honório e Jéssica Maria; os integrantes da área financeira, Márcio Fernando e Manuel Figueiras; o representante do Sistema de Convênios (Siconv), Jearbes Silva; e a integrante do programa, Natasha Mac-Key.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

DEFINIDOS OS GRUPOS PARA O CAMPEONATO MUNICIPAL

CONGRESSO TÉCNICO ACONTECEU NO GINÁSIO DE ESPORTES.

(Fotos: Samuel Cazumbá)

Foram definidos na noite desta terça-feira (06) os grupos das equipes que disputarão o Campeonato Municipal 2018 (Veja foto). Este ano serão dois grupos de quatro e três grupos de três times.

A abertura será no dia 24 com o clássico entre o Náutico de Trigueiros e o Beira Rio. O jogo será no Estádio Jacozão às 19:30.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

OPORTUNIDADE: CHANCE DE COMEÇAR. (Simultâneo com o Facebook)

ÀS VEZES BASTA UMA SIMPLES OPORTUNIDADE PARA CONHECERMOS OS TALENTOS DE ALGUMAS PESSOAS.

Foto: Samuel Cazumbá

Tenho uma lembrança não muito agradável do Cabo Herculano, pai do músico Olavio Batera. Como autêntico torcedor do Sport Club do Recife o mesmo saía pelas ruas da cidade portando um rádio-gravador no ombro, tocando o hino do rubro-negro da Ilha do Retiro ou repetindo exaustivamente os gols da equipe gravados em fita cassete. Os torcedores do Santa Cruz e do Náutico que aguentassem. Brincadeiras futebolísticas à parte, Herculano é o pai de Olavio Herculano da Silva, Olavio Batera, que desde jovem, seguindo o exemplo do genitor, defende e participa ativamente da cultura local.

É necessário abrir-se um pequeno parênteses para informar que o Cabo Herculano foi um dos precursores do São João de rua no município de Vicência. Foi ele quem idealizou a primeira palhoça na "Quadra Velha", que por vários anos se tornou o point junino da cidade, com apresentações de quadrilhas e bandas de sucesso na época.

Filho de peixe... está aí Olavio Batera, que desde criança já saía pelas ruas da cidade desfilando de caboclo de lança. Bastou apenas uma oportunidade para que ele mostrasse alguns dos seus talentos no próprio município. Com determinação, coragem e muita ousadia, Batera está mostrando que santo de casa pode fazer milagre, sim. As dificuldades da vida fê-lo buscar outros horizontes. A saída de Vicência oportunizou o ingresso em uma das Bandas de Forró mais famosas dos anos 90: Calango Acesso. Depois de viajar por inúmeros estados, Olavio volta à sua terra natal disposto a iniciar um novo projeto.

Mesmo tendo oportunidade de tocar em Bandas locais, como a Banda Voo Livre e a Orquestra XV de Novembro, ele queria mais. Talvez tivesse um sonho e queria colocá-lo em prática. Quem sabe até mesmo contra a vontade, alguém deu a primeira oportunidade ainda no governo do prefeito Paulo Tadeu, e o percursionista começou a fazer história. "Inventou" a Festa dos Músicos no dia da padroeira da categoria, Santa Cecília. Vamos ser sinceros: poucas pessoas acreditavam que o evento daria certo. Dia de semana, não sei o que... e não é que deu! A festa hoje faz parte do calendário da cidade e dá oportunidade para os artistas locais mostrarem seus talentos, reunindo desde cantador de viola a músicos profissionais.

Defensor da cultura local, Olavio é integrante do Maracatu Leão da Floresta, no qual tem a oportunidade de brincar de caboclo de lança durante o Carnaval e em outras ocasiões. O mais novo empreendimento dele é a UNITV Web, em parceria com o empresário Ninho Travassos. Duas vezes por semana ele apresenta um programa ao vivo com diversos artistas locais e regionais e tem atraído muitos likes e compartilhamentos.

Muitas vezes precisamos que alguém acredite que somos capazes de contribuir com algo para nosso município e só queremos uma única chance para mostrarmos nosso talento. Podemos desenvolver nossos dons aqui mesmo, dentro da nossa cidade, junto do nosso povo, tropeçando, caindo, levantando, mas acima de tudo mostrando capacidade de iniciar um projeto e dar conta dele. O Deus de São Paulo, Rio de Janeiro, Nova Iorque é o mesmo de Vicência, Trigueiros ou Murupé. As oportunidades que teríamos em outros locais podem ser dadas aqui mesmo, pois só assim ficaria mais fácil retribuir essa mesma oportunidade para outros.

O exemplo da persistência do amigo Olavio Batera serve de exemplo para tantos quantos queiram dar a sua contribuição à sua região. Mostrar que podemos ser feliz por aqui mesmo. Fazer outras pessoas felizes também. Pegar um limão e fazer uma super-hiper-mega limonada. Contribuir para o desenvolvimento econômico e cultural da nossa cidade.

#Fica a dica...

Samuel Cazumbá

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

A FALTA D'ÁGUA, O PARQUE E O TRÂNSITO EM VICÊNCIA: O QUE ELES TÊM EM COMUM.

O QUE NÃO ERA VIROU PROBLEMA COM O PASSAR DOS TEMPOS.

Foto: Samuel Cazumbá

Foram-se os tempos nos quais a Rua da Areia, a Rua da Lama e a Rua da Olaria não tinham calçamento. A casa de Seu Lulu não reina mais soberana na Rua Nova. A Estação do Monte e o sítio de Seu Ozório estão repletos de moradias. Até a Chã dos Mandados virou um bairro da cidade! O número de veículos beira o absurdo. Quase todo mundo tem um carro. Outrora batíamos bola no meio da rua e vez por outra éramos interrompidos por um caminhão de cana, um Fusca ou uma Variante. Hoje em dia há mais automóveis do que pedestres, dependendo do momento e das festividades.

Por falar em festividades... O PARQUE CHEGOU! E o Patinho não vem. Sabe por quê? Por que ele vai cag... a rua todinha. Para quem não gosta de brinquedos que girem tem a barcaça. E as crianças pequenas podem ir na cadeirinha. Às vezes faltava água. Mas chegava logo. A energia farrapava mais! Até a construção da subestação todo mundo sempre usava o candeeiro ou lampião. Seu Márcio, Seu Zé Calixto, Seu Joaquim e Lula não eram tão incomodados, xingados, esculhambados, maltratados, humilhados ou quase assassinados.

Vicência não é mais aquela. Cresceu para os lados, para cima e também para baixo (Há cabos de fibra ótica nos subterrâneos da cidade!). Com o crescimento e desenvolvimento vêm também os problemas. Ruas, loteamentos, vilas e diversas comunidades foram surgindo. Turiassu não se resume só à casa de Seu Zé Verdureiro. O Alto da Foice tem não sei quantos mil moradores. Murupé está quase chegando a Poço Comprido; Sítio Novo emendou com Borracha; O Alto do Barreiro em Angélicas virou loteamento e até Trigueiros cresceu para os lados.Enfim, muita gente e pouca água.

Por mais que se diga que Vicência tem água à vontade, isso é só uma meia verdade. Pode até ter, porém deve estar no subterrâneo ou nas propriedades particulares. Tem muita água mas também tem muita gente. A crise hídrica é mundial. Só 3% da água do globo é potável. Quando surgiu a notícia que iria ser construída uma barragem no Rio Sirigi, a grita foi geral. A população entrou em polvorosa e começou o cospe-cospe (eca!). Depois do empreendimento pronto, todos querem usufruir das águas "poluídas" do Siriji. Se for o caso deflagra-se até uma guerra contra Surubim, João Alfredo e adjacências para não dividir o líquido precioso.

A questão do abastecimento de água passa também pela consciência das pessoas. Como diz o outro "um ponto vista é a vista de um ponto". Aparar a água do banho para colocar na privada pode ter duas vertentes. Uns acham que é água cheirosa, de sabonete e coisa e tal, já outros jamais usariam por se tratar de água de rabo.

Os dois outros assuntos estão interligados. O trânsito tem tudo a ver com o parque. Aliás, Vicência e Nazaré da Mata têm uma coisa em comum: um parque de eventos que não serve pra nada. Todo ano é mesma ladainha: o parque não pode ficar mais no centro da cidade. Faz 300 anos que se prega isto e não apareceu um corajoso, ou corajosa, que tome as providências. Todo mundo reclama. Pedestres, condutores de veículos, comerciantes, ciclistas, cavaleiros, gatos, cachorros e etc.. Os brinquedos não são mais os mesmos. A Roda não vem mas o bate-bate ocupa um espaço da mulesta dos cachorro. O tunder também leva uns 20 metros de rua e por aí vai. Carros, motos, bicicletas, carros de mão, transeuntes, cachorros, abacaxis, inhames, tomates e outras coisas circulam (ou tentam circular) no percurso entre o início da Rua Oliveira Estelita e o final da Vigário Rego (Praça da Bíblia e pátio da Matriz).

Verdade seja dita: será que se fizer uma pesquisa, enquete, seja lá o que for a população será a favor da mudança do parque para o inativo Parque de Eventos? Acredito que a resistência será grande. Quer queira quer não a cidade fica mais movimentada. O mínimo que poderia ser feito era desobstruir as calçadas. Embora o período seja curto,vale a pena passar pelos transtornos? Como disse o padre Josevaldo uma vez, "costume de dá e se tira". 

A cidade não se resume mais ao rancho de Dona Vicência e a capela de Sant'Anna. Já que estamos vivendo Tempos Modernos, no mínimo deveria haver uma pesquisa com comerciantes e população sobre a retirada ou não do parque do centro da cidade no mês de dezembro.

Se os tempos mudaram e estamos em plena modernidade, paradoxalmente estamos mantendo alguns costumes de 60 anos atrás...

Samuel Cazumbá

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

FAMÍLIA CAZUMBÁ EM PERNAMBUCO SE REÚNE PARA O 1º ENCONTRO DE GERAÇÕES.

SOBRENOME DIFERENTE E MUITA HISTÓRIA PARA CONTAR.

Fotos: Vicencianet (Divulgação)

Provavelmente de origem africana, o nome Cazumbá, adveio dos escravos que trabalharam no território brasileiro. Quase que a totalidade dos negros adotaram sobrenomes "emprestados" a partir da mestiçagem do povo. O fato de até hoje existirem vários Cazumbás espalhados pelo Brasil despertou o interesse do Professor-Doutor José Bento Rosa da Silva, da Universidade Federal Rural de Pernambuco, que desde 2015 pesquisa o sobrenome e esteve presente no primeiro encontro promovido pelos integrantes do Clã em Pernambuco.

Originalmente o termo Cazumbá é escrito com K, que significa "filho", seguida da palavra "zumba"(Uma entidade dos cultos africanos), Kzumbá = Filho de Zumba. É um nome comum em países como Angola, Congo e Moçambique. No Brasil o os integrantes são maioria no Recôncavo Baiano, no Mato Grosso e em Pernambuco. Também há registro de descendentes na Região Norte e no Sul.


O Professor Bento notou algumas coincidências no grupo, como o fato de sempre haver uma casa de um patriarca da família que serve de base para os encontros. Nela são realizados os eventos do Clã, desde festividades a funerais. Outra característica é o orgulho de possuir um sobrenome diferente e repassá-lo para os seus descendentes.

No último domingo (26) parte dos Cazumbás pernambucanos se reuniu na Casa de Vó, na Rua Conselheiro João Alfredo, reduto dos Cazumbás vicencianos. A casa ainda mantém sua característica original, com o piso de cimento queimado, duas janelas e a porta de madeira de fachada. A residência funcionava como salão de festas nos anos 70/80 e todos se reuniam em torno do Vô Ernesto para ouvirem os contos e estórias de assombração. As pessoas falecidas tiveram o velório na sala da casa e diversos integrantes já manifestaram o desejo de quando "fecharem os olhos" serem trazidos para o  mesmo local.


Em uma busca rápida nos antepassados a família chegou a conclusão que o integrante mais velho que se teve notícia foi uma irmã de Ernesto Cazumbá que nasceu em 1898. O encontro contou com a presença de Cazumbás de Vicência, Angélicas, Buenos Aires, Goiana, Paulista, Camaragibe, Olinda e Recife.

Curiosidade: O encontro foi definido durante o sepultamento de um integrante da família, o senhor João Cazumbá, no cemitério de Santo Amaro, em Recife.

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

FERAS JÁ PODEM IMPRIMIR CARTÕES DO VESTIBULAR SERIADO DA UPE.

PROVAS SERÃO REALIZADAS ENTRE OS DIAS 19 DE NOVEMBRO E 4 DE DEZEMBRO.

Com informações da Imprensa da Universidade de Pernambuco
Colaboração: Ronaldo César (Vox Multimídia)
Foto: Divulgação

Os feras inscritos na terceira fase do Sistema Seriado de Avaliação da da Universidade de Pernambuco (UPE) já podem imprimir seus cartões informativos, exclusivamente via internet (http://processodeingresso.upe.gov.br), a partir desta segunda-feira (06/11).

A validação da inscrição e emissão do cartão, que contém um conjunto de dados necessários para participação no concurso, é de inteira responsabilidade do aluno, como estabelecido no Manual do Candidato.

Havendo divergência de dados pessoais, o candidato deverá entrar em contato com a Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos (CPCA) para solicitar as devidas correções. Caso contrário, assumirá, integralmente, os erros contidos no seu cartão informativo. A Comissão da UPE não se responsabilizará pelo candidato que faltar à prova por desconhecer o local de sua realização.

O candidato deverá estar munido do seu Cartão Informativo nos dias de aplicação das provas, assim como documento de Identidade, ou algum outro documento que possua foto e assinatura recentes, e de caneta esferográfica na cor azul ou preta.

Os cartões informativos dos candidatos inscritos para a primeira fase do SSA estarão disponíveis a partir do dia 23/11 e para os inscritos no SSA 2 a partir do dia 22/11.

As provas da terceira fase do SSA acontecem numa única etapa, nos dia 19 e 20/11/17. As provas da 1a e 2a fases do SSA/UPE serão realizadas nos dias 03 e 04/12/17, sendo a primeira pela manhã e a segunda a tarde. O resultado da 3a fase do SSA/UPE pode ser divulgados até o dia 16/01/18.

Outras informações através dos telefones: (81) 3183-3660 e 3183-3791, no e-mail: processodeingresso@upe.br ou ainda no endereço eletrônico: http://processodeingresso.upe.pe.gov.br.